Corretor de imóveis é executado com seis tiros na Zona Centro-Oeste de Manaus

Notícias

O corretor de imóveis Antônio Edson Carvalho de Lima, de 59 anos, foi assassinado com seis disparos no bairro da Paz, Zona Centro-Oeste de Manaus. Familiares desconfiam que ele foi morto após desfazer uma transição imobiliária com um cliente no início do ano.

O crime ocorreu por volta das 14h30, na Rua Comandante Eyner Encarnação. Segundo informações de testemunhas repassadas pela polícia, o corretor dirigia o carro dele, um gol Branco, quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta.

“De acordo com testemunhas que viram e ouviram o fato, dois homens em uma motocicleta abordaram a vítima, que desceu do carro para conversar. Então, houve uma discussão e ouviram os disparos. Depois eles montaram na moto e fugiram em direção à Avenida Torquato Tapajós”, disse o investigador do 10º Distrito Integrado de Polícia (Dip), Écio Olímpio.

O corpo da vítima foi encontrado jogado de bruços em frente ao veículo. O chão estava coberto de sangue e parte da massa encefálica. Nem o veículo do corretor, a carteira ou celular foram levados pelos suspeitos.

Os tiros atingiram cabeça, braço, mão e perna. A vítima morreu no local. Segundo análises preliminares da perícia, a arma utilizada no crime foi uma pistola PT.40.

A esposa da vítima, uma jovem de 29 anos que não quis divulgar o nome, disse que não sabe porque o marido foi para o bairro da Paz. “Ele saiu de casa para ir até o Tribunal no Aleixo. Não sei nem porque ele estava aqui. A última vez que falei com ele foi às 12h30”, disse a esposa.

Equipes de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e do 10º Dip estiveram no local colhendo informações sobre o crime.

Policiais da 17ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados pela população e isolaram a área. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), no bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

Corpo foi encontrado em frente ao veículo da vítima (Foto: Ive Rylo/G1 AM)Corpo foi encontrado em frente ao veículo da vítima (Foto: Ive Rylo/G1 AM)

Corpo foi encontrado em frente ao veículo da vítima (Foto: Ive Rylo/G1 AM)

Ameaças

De acordo com informações repassadas pela esposa da vítima o corretor vinha sendo ameaçado de morte há alguns meses por um cliente

Ela explicou que um libanês havia procurado o corretor para regularizar um terreno localizado na avenida Torquato Tapajós. Para executar o trabalho, o corretor cobrou R$ 300 mil. O cliente teria pago uma entrada de R$ 90 mil e dado um veículo. Entretanto, Antônio Edson descobriu que nem o terreno e nem o veículo eram do cliente e quis desfazer a negociação.

“Ele recebeu uma ameaça tem uns meses. O carro não era nem desse cara (o cliente) ai meu marido resolveu desistir do negócio. Ele (o cliente) se dizia dono do terreno, mas não era. Meu marido percebeu e foi diretamente falar com os donos. Meu marido devolveu o carro e ía devolver o dinheiro. Ele fez um boletim de ocorrência por causa das ameaças, e ia ingressar com processo”, disse a esposa.

A esposa afirmou que o marido devolveu o carro e também iria retornar R$ 75 mil dos R$ 90 pagos de entrada pelo cliente. “[O cliente] queria o dinheiro todo, mas o meu marido já tinha trabalhado muita coisa e não iria trabalhar de graça”, disse a esposa.

Equipes da Polícia Civil e Militar atenderam a ocorrência (Foto: Ive Rylo/G1 AM)Equipes da Polícia Civil e Militar atenderam a ocorrência (Foto: Ive Rylo/G1 AM)

Equipes da Polícia Civil e Militar atenderam a ocorrência (Foto: Ive Rylo/G1 AM)