Empresas registram 2,9 mil assaltos a ônibus em Manaus entre janeiro e setembro, diz Sinetram

Notícias

Uma média de quase 12 assaltos por dia foi registrada pelas empresas concessionárias que operam o transporte coletivo de Manaus em setembro deste ano. Durante o último mês, elas contabilizaram 358 roubos a ônibus. De janeiro a setembro de 2017 foram registrados 2.900 assaltos a ônibus na capital, de acordo com dados do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram). As ações criminosas nos coletivos geraram um prejuízo de R$ 786,1 mil.

Segundo o presidente do Sinetram, Carmine Furletti, enquanto Manaus não adotar o modelo de pagamento já realizado em outras capitais brasileiras, que só aceitam o pagamento com os cartões Passafácil, os números alarmantes desse tipo de crime continuarão. Ele afirma que Manaus já tem tecnologia 100% funcionando para atender apenas com o cartão Passafácil.

“Precisamos tirar o pagamento em dinheiro, ele é o principal atrativo dos criminosos. Se continuar dessa forma, vamos continuar colocando a vida dos usuários e colaboradores em risco. Já temos tecnologia para isso e esperamos implementar esse modelo o mais breve possível. Em Goiânia esse sistema já funciona há 17 anos e nunca mais a sociedade teve problema com esse tipo de crime”, disse.

Atualmente, o Sinetram já possui mais de 189 postos de venda de créditos para os cartões Passafácil espalhados por todas as zonas da cidade. Os usuários podem conferir os locais de recarga acessando o site do Sinetram.

A Polícia Militar do Amazonas informou que tem realizado operações específicas no combate aos assaltos a coletivos na cidade de Manaus. Segundo a PM, a “Operação Catraca” desencadeada com a finalidade de fiscalizar em todas as zonas de Manaus já apresentou a redução no número de ocorrências nesse segmento. “Com fiscalizações através de barreiras itinerantes, a Operação Catraca tem tido o apoio da população e dos trabalhadores do setor de transporte coletivo”, informou em nota a PM.