Temer ratifica Acordo de Paris

Amazonas Agora

O Presidente Michel Temer assinou hoje (12), no Palácio do Planalto, a ratificação do Acordo de Paris, assumindo metas para a redução de emissões de gases de efeito estufa. Além do Brasil, outros 197 países se comprometeram em criar e cumprir metas para que o aquecimento global fique abaixo de 2ºC, na comparação com o período pré-industrial.

O Brasil se compromete a cortar 37% de suas emissões até 2025 e 43% até 2030 em relação aos níveis de 2005. Para chegar lá, o país lista uma série de compromissos em vários setores até 2030: restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de matas, recuperar 15 milhões de hectares de pastos degradados, atingir de 28% a 33% de energias renováveis não-hidrelétricas na matriz e zerar o desmatamento ilegal na Amazônia. O texto foi aprovado pela Câmara e pelo Senado antes de ser ratificado.

Segundo Mauro Armelin, diretor da Amigos da Terra – Amazônia Brasileira, a assinatura foi um “ato simbólico que nos enche de esperança. Agora precisamos colocar o Brasil na liderança dos esforços pelo aumento de somente 1,5 grau e, o melhor, temos muitas, muitas oportunidades para isso”.

Documento divulgado pelo Observatório do Clima na semana passada corrobora com a opinião e demonstra que as metas do Brasil poderiam ser ainda mais ambiciosas. As metas do acordo de Paris foram estipuladas com base em uma metodologia ultrapassada para calcular as emissões e remoções. A Terceira Edição do Sistema de Estimativa de Emissão de Efeito Estufa (SEEG), atualizou os números e revelou que se por um lado a conta climática é muito maior do que se imaginava, por outro, as informações sobre remoções de carbono por florestas secundárias – que crescem em áreas agrícolas abandonadas, por exemplo – também aumentaram.

Segundo o Observatório do Clima, utilizando como base este terceiro inventário, a meta poderia ser ajustada neste momento para 53% em 2025 e 57% em 2030 sem que houvesse qualquer necessidade de alterar nenhuma das políticas propostas.

Acordo de Paris

O Acordo de Paris foi estabelecido no fim do ano passado na 21ª Conferência das Partes (COP 21) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC, na sigla em inglês).

Fonte: Amazônia.org