Trio é preso suspeito de invadir casa e render 13 pessoas na Zona Leste de Manaus

Notícias

Três pessoas foram presas suspeitas de render uma família e roubar dinheiro e aparelhos eletrônicos de uma residência localizada no ramal do Brasileirinho, bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus. Treze pessoas foram rendidas pelos criminosos. O crime ocorreu na noite de quinta-feira (11). Três suspeitos ainda são procurados pela polícia.

Os suspeitos, Davi da Silva Andrade, de 23 anos, Wanderleia Fonseca Licata, 20 e Diego Armando da Silva Costa, 18, foram apresentados em coletiva de imprensa realizada na tarde desta sexta-feira (12), no prédio do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Eles não quiseram comentar as acusações.

De acordo com o delegado Rafael Guevara, titular do 30º DIP, dois dos suspeitos foram presos por policiais da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), enquanto fugiam da residência ainda na noite de quinta-feira.

“Eles aterrorizaram as famílias que moram naquele local, ameaçaram as crianças, mulheres e um idoso, que também foi muito ameaçado. Dois deles [Davi e Wanderleia] foram presos ontem mesmo, quando fugiam do local. A Polícia Militar conseguiu efetuar a prisão deles. [Na manhã desta sexta] conseguimos identificar um terceiro elemento, que é o Diego e também já conseguimos identificar um quarto elemento, que ainda não foi encontrado”, explicou o delegado.

Guevara explicou ainda que Diego foi encontrado na casa dos pais deles, no Conjunto João Paulo, bairro Jorge teixeira, na Zona Leste. No quarto dele, a polícia apreendeu 47 trouxinhas de entorpecentes e um revólver calibre 32, utilizado no crime.

A polícia suspeita ainda que outras pessoas já podem ter sido vítimas do mesmo grupo criminoso. “Além de mostrar a ação da polícia, é bom mostrar o rosto deles, porque tem acontecido uma série de roubos a residências aqui na área com o mesmo modo de agir desses elementos, então acreditamos que outras pessoas já foram vítimas desse grupo”, explicou o delegado, informando que a mulher era responsável por levantar as informações do local e repassar para os comparsas.

Reféns

Várias pessoas que foram vítimas dos criminosos compareceram na delegacia para identificar os suspeitos.

Uma enfermeira de 39 anos, que preferiu não se identificar, contou ao G1 que viveu momentos de terror durante a ação dos suspeitos. “Tínhamos acabado de jantar. [Os suspeitos] queriam a chave do carro, queriam dinheiro. Estava com medo deles estruparem as mulheres. Meu pai, de 76 anos, fez xixi nas calças de tanto medo”, afirmou.

Crime

Segundo a 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), seis assaltantes armados renderam a famíli, por volta das 22h. A residência fica em um antigo bar na altura do km 4 do ramal.

Enquanto os criminosos agiam e recolhiam objetos da casa, uma das vítimas se escondeu. Por telefone, a mulher avisou sobre o roubo para uma irmã e também acionou a Polícia Militar.

Depois de colher objetos do local, os ladrões fugiram levando R$ 3,570, uma TV de 32 polegadas, quatro celulares e um tablet. Porém, quando a equipe da 30ª Cicom se deslocava para o local, se deparou com um grupo em motocicletas saindo do ramal.

Com apoio de outras viaturas, os PMs conseguiram interceptar um casal. Um homem de 23 anos e uma mulher de 20 foram detidos com armas e um tablet. Uma TV que teria sido levada da casa também foi recuperada.

Os outros objetos roubados ficaram em poder de quatro assaltantes que fugiram por uma área de mata.